28 dezembro 2008

“TINTO E DO MELHOR” ou Histórias do Tio Zé

Como já sabem, o “Tio Zé”, tio de minha mulher, era um homem muito especial, de fina graça, bom contador de histórias e médico da velha escola de Coimbra.

Numa ocasião, em Janeiro, pela altura dos Reis, o tio reuniu a família em sua casa para a ceia, onde aguardamos a chegada dos grupos que iriam Cantar os Reis ou as Janeiras, como é tradicional ainda hoje por estas aldeias de Trás-os-Montes.

Foi então que me lembrei que seria simpático oferecer ao Tio Zé qualquer coisa para a ceia; talvez um bom vinho.

Assim sendo e esquecendo-me que estava numa vila onde os Grandes Centros Comerciais não existem e as boas lojas de vinhos são apenas uma ou outra taberna que àquela hora tardia e com os caminhos cobertos de gelo ainda não tivesse fechado, meti-me a caminho à descoberta de uma pinga que não desmerecesse a solenidade da ocasião e estivesse à altura da condição social do nosso anfitrião bem como do seu paladar requintado.

Verdade seja dita é que eu não sou um entendido em vinhos. Para mim só há duas qualidades de vinho – aquele de que eu gosto e os outros de que eu não gosto, pese embora o facto de muitas vezes os “entendidos” dizerem que o vinho de que eu gosto não presta - e tinto. Seja lá o que for o prato, para mim é sempre tinto a acompanhar.

Depois de demorada procura, lá dei com uma tasca onde entre várias marcas de vinho corrente e barato, vislumbrei no alto de uma prateleira, cobertas pelo pó e cheias de teias de aranha umas garrafas que pelo aspecto gráfico do rótulo e pelo nome, uma “quinta de uma marquesa ou morgada qualquer”, de quem eu nunca tinha ouvido falar, me pareceu ser a escolha adequada.

Pelo preço, bastante mais caro do que os outros, mas ainda assim acessível, estava decidido. Foi então que vi o ano da colheita, 1966… não havia dúvida, antes da “bronca”, tinha que ser uma especialidade.

Comprei três ou quatro garrafas e orgulhoso da minha sábia escolha, lá fui andando para casa, com aquele néctar dos deuses.

A ceia decorreu normalmente e já no final, quando o Tio, para acompanhar os cafés, nos brindou com uma das suas águas ardentes velhas, eu, admirado por ninguém ter feito ainda referencia ao excelente vinho que tinha trazido, atrevi-me a perguntar ao Tio o que tinha achado do vinhito que eu trouxera.

Com um brilho no olhar e com o ar mais malandro que possam imaginar, o Tio respondeu apenas isto:

- Olha filho… dentro do género ordinário, é do melhor que tenho provado!

8 Comments:

At 28 dezembro, 2008 19:25, Blogger Paula Raposo said...

Eh eh eh beijos

 
At 28 dezembro, 2008 21:50, Blogger Maria said...

Melhor seria se tivesses arranjado um depois da bronca, hehehehe

Beijinho, Besnico

 
At 03 janeiro, 2009 01:20, Anonymous o sal da nossa pele said...

É pá foi uma passagem de ano em grande estilo, bebi e fumei e comi e e e tenho cinquenta anos.

2009 em cheio com tudo de bom e vontade de andar por aqui, espero pelo convite para S. Pedro de Moel.

Abraço

 
At 31 janeiro, 2009 14:50, Blogger Rogéryo de Sá said...

Gostei muito. Não é que me tenha rido à gargalhada. A história, no seu género, é do melhor que tenho lido. (Não ligue, estou a entrar consigo)

 
At 04 março, 2009 22:08, Blogger As cores da vida said...

Vim deixar um beijinho e dizer que voltei :) *

 
At 12 março, 2009 01:49, Blogger Maria said...

Olá! Olá! Olá!

Nem sabes o que tenho pensado em ti. Também por causa do tinto... hehehehe.
Um dia destes telefono-te e desafio-te para uma corrida no EN ou uma partida de ténis. Pode ser?

Irei acompanhada, se me permitires.

Um beijo, Besnico

 
At 25 março, 2009 22:24, Anonymous Anónimo said...

Andava eu perdida pelos blogs, quando me deparei com o seu, claro que como a "curiosidade matou o gato", lá entrei e fiquei deliciada com o que li.
Não sou muito boa com as palavras, só quero dizer que gostei, muito obrigada por nos dr a conhecer sem restições este cantinho.
Boa semana
Biscuitando
http://biscuitmassinhamagica.blogspot.com/

 
At 27 junho, 2009 20:52, Blogger Maria said...

Olá :) ......

Espero que esteja tudo bem contigo...
Boas férias, se for caso diso.

Beijinho

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home